A DENTISTA

IMPLANTES OU PONTE FIXA?


Caso clínico, muito interessante.
Paciente, 28 anos, apresenta mordida aberta e ausência dos quatro incisivos superiores.
Não era bom o prognóstico, para implantes pois a estética ficaria comprometida, devida a perda óssea vertical.
Optamos pela ponte fixa metalo-cerâmica (porcelana) que reabilitou a paciente, antes usuária de um Roach_PPR (prótese parcial removível).

Conclusão:
Os implantes quando bem indicados são um sucesso, porém, 
em alguns casos, eles não substituem as pontes fixas .